• Mais de 90 anos no mercado • Evolução da empresa • Objetivos e metas • Responsabilidade Social • Qualificações e Certificados
• Bombas Centrífugas Verticais • Bombas Centrífugas Horizontais Re-Autoescorvante • Válvulas • Linha Wirth
 
Bombas Centrífugas Verticais
 
Bombas Verticais tipo Turbina / Hélice (Axial)
 
A Esco é especializada na fabricação de Bombas Verticais, tipo Turbina, de eixo prolongado, com rotores tipo: Francis, Fluxo Axial, Fluxo Misto e Hélice (propeller). No Brasil a maioria absoluta de Bombas Verticais é da Marca Esco.

O sucesso da aplicação da Bomba Vertical, tipo turbina, de eixo prolongado, conforme normas da AWWA A-106 / ANSI B 58.1, deu-se no início do século passado nos Estados Unidos quando suas vantagens comparadas às Bombas Horizontais foram assimiladas pelo mercado.
 
Bombas Verticais em Campo * Bombas Centrífugas Verticais em Campo
 
Com a aplicação das Bombas Verticais em captações de outras fontes (rio, lago, represas, mar) que passaram a ser feitas ao longo do tempo, ocorreu a eliminação das construções das Casas de Bombas, exigidas por outros tipos de equipamentos, propiciando diminuição enormes de custos e de tempo entre o inicio do processo e o uso do sistema. Os usuários perceberam as vantagens e que a segurança das bombas Verticais tipo Turbina é total, uma vez independer da variação de nível d'água e da não necessidade de escorva.
 
 
Bombas Centrífugas Radiais

Nas bombas centrífugas radiais, toda energia cinética é obtida através do desenvolvimento de forças puramente centrífugas na massa líquida, devido à rotação de um impelidor de características especiais. Bombas desse tipo são empregadas quando se deseja fornecer uma carga elevada de altura manométrica ao fluído e as vazões são relativamente baixas. A direção de saída do líquido é normal ao eixo e por isso essas bombas são também chamadas de centrífugas puras.
 
Bombas Centrífugas Tipo Francis

No caso das Bombas Verticais, Tipo Turbina Esco, são utilizados impelidores do tipo Francis, cuja característica principal é que suas palhetas possuem curvaturas em dois planos. Essa particularidade aproxima o desempenho dessa bomba ao de uma bomba de fluxo misto, onde são conseguidas vazões maiores, como veremos a seguir.
Bomba Centrífuga Vertical
 
Bombas de Fluxo Axial

Nas bombas de fluxo axial, toda energia cinética é transmitida à massa líquida por forças puramente de arrasto. A direção de saída do líquido é paralela ao eixo. Bombas desse tipo são empregadas quando se deseja vazão elevada e as cargas a serem fornecidas ao fluído são pequenas. A aplicação mais comum desse tipo de bombas é em serviços de irrigação. É importante notar que, embora conhecidas como bombas centrífugas, no seu princípio de funcionamento não se constata o efeito de força centrífuga.
 
Bombas Centrífugas de Fluxo Misto

Na análise das bombas centrífugas puras e das bombas axiais, vimos os dois extremos de forma de transmissão de energia para a massa líquida. As bombas centrífugas mistas fornecem essa energia ao líquido de forma intermediária entre os dois extremos, isto é, parte da energia é fornecida devido à força centrífuga e parte devido à força de arrasto. A composição das duas é o que caracteriza o fluxo misto, com um ângulo de saída, em relação à entrada, entre 90° e 180°.

Clique nos links abaixo para mais informações sobre as Bombas Centrífugas Verticais:
 
• Forma Construtiva Bombas Centrífugas Verticais.
• Cobertura Hidráulica Bombas Centrífugas Verticais
 
 
For international purchasing, access our profile on Alibaba: Bombas Esco.